PARLAMENTARES SE REÚNEM PARA A 1º SESSÃO ORDINÁRIA DE MARÇO

Na noite de Hoje (11) no Plenário da Câmara Municipal de Santa Helena de Goiás, aconteceu a 1º Sessão Ordinária do mês de Março, com sessão presidida pelo Presidente da Casa de Leis, Francisco Dantas da Silva (Chico Vassoureiro) e Secretariada pelo Vereador Eliones Fernandes Maciel.
Iniciada com Leitura Bíblica e depois de cantado o hino nacional foi feita leitura da ata anterior e aprovada.
O presidente da Casa Francisco Dantas da Silva, agradece a presente de todos os vereadores pela presença e ressalta que isso mostra o compromisso com a população, agradece a todos e agradece também a presença da sua esposa pela presença.
Feita a leitura das correspondências expedidas, solicitação em caráter de urgência dos ventiladores da Escola Municipal Custódio P. Vêncio e solicitação de nomes e telefones das empresas que fornecem medicamentos ao município, ambos de autoria da vereadora Darilúcia de Bastos Silva.
Após a leitura do expediente do dia
VEREADOR ERICK VINICIUS RODRIGUES ITACARAMBI, assume a tribuna e diz que, não podemos confundir deselegância, falta de educação com falta de coragem, e ressalta sobre a audiência publica que aconteceu no ultimo dia 27, que esse momento é sim para fazer perguntas pertinentes a atual administração e ressalta que se não fosse para fazer perguntas não precisava ter as audiências no plenário da câmara, e ressalta sobre a situação da convocação da secretaria de educação para a prestação de esclarecimentos, cita também que a única cidade do estado a tirar os coordenadores pedagógicos foi Santa Helena de Goiás, mas que o SINTEGO já esta ciente desta situação e não concorda com isso, ressalta também sobre o aumento salarial dos professores que na verdade não passa de uma recomposição salarial que acontece em todo o Brasil. Parabeniza Simão Mota pela festa de carnaval, parabeniza também o presidente da Casa pela reforma das poltronas do plenário e pelo compromisso do presidente com o poder legislativo.
VEREADOR RENATO PEREIRA DE ARAUJO fala sobre o período da quaresma e sobre a campanha da fraternidade que teve seu lançamento oficial na quarta feira de Cinzas, ressalta que a igreja quer chamar a atenção sobre as politicas publicas, para garantir e colocar em pratica direitos que estão na constituição federal, e que a igreja deseja estimular a participação dos Cristãos nas politicas publicas a luz da palavra de Deus, defendendo dias melhores, ressalta sobre a mensagem que o Papa Francisco enviou, ressalta sobre o caso da SILMARA que tem uma doença chamada esclerose múltipla e que não encontra respaldo para o tratamento, afirma que não é esta a politica que o papa e a igreja quer, que não esta politica que estamos aqui pra fazer, ressalta que a politica é pra fazer, pra atender, pra esta junto, pra favorecer, reforça que alguma coisa precisa ser feita nesta situação.
O VEREADOR ELIEL FERREIRA DE SOUZA afirma que nossa cidade não tem capacitação para o tratamento de esclerose, afirma que expediu um mandado de segurança em desfavor governo do estado , junto ao desembargador que estaria com processo onde o mesmo estava com toda a documentação comprovando com laudos médicos, e afirma que na Sexta feira foi indeferia a liminar, onde o desembargador afirma que não há comprovação que SILMARA necessita de tratamento.
O VEREADOR ELIONES FERNANDES MACIEL parabeniza Simão Mota pelo carnaval, parabeniza o presidente da Casa Francisco Dantas da Silva pela reforma das poltronas do plenário, e fala sobre melhorias como aparelhos eletrônicos para o limite de tempo de uso da palavra conforme o regimento interno da Casa, que se deve respeitar os tempos conforme esta descrito no regimento interno, fala também quando estiver fazendo leitura Bíblica devemos respeitar o texto sagrado e a mesma situação se deve quando estiver acontecendo a leitura da ata.
O PRESIDENTE FRANCISCO DANTAS DA SILVA encerra a sessão falando sobre a reforma das poltronas, que não foi uma reforma feito por ele mas sim por todos os vereadores e agradece a todos pelo apoio, agradece ainda o prefeito municipal pelo fato de não interferir no que é repassado para esta casa, deixando assim de forma independente as decisões desta casa de leis.

Compartilhar

Desenvolvido por